segunda-feira, 4 de julho de 2016

POESIA DE MARCIA PORTELLA

Mensajes  de  Luz ,  mostra  nesta  noite  de  segunda-feira , belíssimo  escrito   de  nossa  querida  amiga  e  poetisa  goiana , Marcia  Portella ,  nas  palavras  abaixo   :

         REVOADA  DE  JULHO

A  quietude  da  cidade  é  aterradora . . .
Todos  saíram ,  como  pássaros  em  arribação
Atraídos  pela  água ,  o  verde  e  o  silêncio
Á  procura  da  vida . . . 
Deixaram  suas  janelas  cerradas 
Como  olhos  fatigados  e  sonolentos .
Seus  relógios  estão  com  o  ponteiro  vermelho
Dos  segundos  movendo-se  silencioso
Num  ritmo  pálido ,  cansado  de  si  mesmo
Esperando  a  batida  final ,  que  jamais  voltará 
Ao  momento  da  partida . . .

Na  rua ,  árvores  fálicas  encontram
Um  nevoeiro  úmido  que  borra  seus  contornos
dando a  sensação ,  de  um  céu  sujo  e  esgotado .
No  domingo ,  retornarão  ao  cotidiano ,  a  prisão
De  suas  gaiolas ,  com  o  torpor  da  vida  ressurgindo
Nas  ruas ,  com  seu  eterno  burburinho .
Chegarão  com  o  frio  gélido ,  do  cansaço  no  corpo
Nos  olhos  glaciais ,  voltando  à  seus  dias ,
Suas  contas ,  sentindo  como  se  a  velhice
Chegasse  sem  pressa ,  e  os  tomasse  de  surpresa
Batendo  em  sua  caixa  de  correio  enferrujada . . . 

No  calendário  do  passado ,  os  números  olham
De  relance ,  os  dias  marcados  ,  esquecidos . . . 
No  fim  da  rua ,  em  uma  loja  de  flores
Mil  naturezas  mortas . . . 

          M a r c i a   P o r t e l l a   

Querida  amiga  e  poetisa  :  Não  pude  deixar  de  vibrar  com 
esta  linda  publicação  ,  vista  ontem  no  Face .  
Gostei  tanto ,  que  resolvi  possibilitar  aos  amigos  de  nosso Blog  conhecer  teu  belíssimo  pensamento  poético ,  sobre  os viventes  citadinos  em  suas  vidas  no  cotidiano  da  grande metrópole ,  como  por  exemplo  acontece ,  em  Fortaleza .
Para  conformar  teu  escrito ,  fui  buscar  no  grande  escritor Manoel  de  Barros ,  o  lindo  texto  com  o  título   
"  Difícil  Fotografar  o  Silêncio  "  ,  declamado  pelo  ilustre 
ator  Antonio  Abujamra .
A  captação  foi  realizada  no  Youtube ,  e ,  a  imagem  nos mostra  como  fica  nossa  cidade  maior ,  em  dia  de  domingo , quase  deserta ,  justo  pela  saída  de  seus  habitantes  às  praias ,
às  serras  e  ao  sertão  distante ,  todos  à  procura  da  natureza viva  onde  haja  água ,  verde ,  paz  e  silêncio .
Postagem  dedicada  à  tua  pessoa  e  amigos  visitantes .

A  todos ,  desejos  de  Paz  e  Bem .
Jerônimo  Sales .



                      https://www.youtube.com/watch?v=vcfNNoSzbj8

                  Usa  fone  de  ouvido  e  veja  vídeo  no  link  acima   :


2 comentários:

Maria Ilza Santos de Sousa Alves disse...

Quando a saudade não cabe no coração ela escorre pelos olhos. Abraço amigo Jerônimo Sales.

Maria Ilza Santos de Sousa Alves disse...

Quando a saudade não cabe no coração ela escorre pelos olhos. Abraço amigo Jerônimo Sales.