quarta-feira, 7 de outubro de 2015

POESIA DE LUFAGUE

Mensajes  de  Luz  ,  exibe  neste  dia  muito  especial  de 
minha  vida , um  escrito  de  nossa  amiga   Lufague  nos 
tocantes  versos  a  seguir  expostos  :


            T E C E N D O  A  V I D A


Sou  tecelã
Percebo  a  vida  como  um  entrelace
De  instantes  e  sentimentos
Vou  compondo  minha  teia
Em  fios ,  na  coordenação
Ou  inaptidão  de  minha  habilidade .

Vou  tecendo  a  vida
Na  ornamentação ,  no  entrecortar
Do  fazer  e  refazer . . .

Assim ,  sou  tecelã
A  entreter-me  entre  fios
Fios  dourados  e  brilhantes
Mas ,  que  por  vezes  se  enroscam
Em  nós ,  e  só  a  custo  se  desatam .

Tranço  a  vida  também  em  cipós
Que  se  tornam  chicotes  de  açoites
Ou  em  contrapôs
Num  emaranhado  de  fios  de  estopa
Que  em  serventia ,  lavo  os  sentimentos .

Esses  que  tecem  as  intrigas , as  covardes  disputas
E  esses  mesmos  fios ,  me  limpam  as  culpas
Por  fim . . .
Vou  tramando  meus  fios
Em  teias  de  mera  fortuna  e  infortúnios
Feito  a  teia  de  Penélope . . .

No  recomeçar  indefinidamente
Até  me  deparar  ao  acaso ,  com  um  filete  de  lâmina
A  cortar  a  trama  de  minha  teia .

               L u  f  a  g  u  e

Querida  amiga  e  poetisa :  Hoje  por  ser  um  dia  especial  
pois  mudo  de  idade ,  escolhi  um  de  teus  belos  poemas , 
para  brindarmos  aos  muitíssimos  amigos  e  visitantes  de 
nossa  página.
Sua  inspiração  é  divina ,  pois  na  verdade  somos  todos 
tecelões  de  nossas  próprias  vidas .
Este  é  o  segundo  trabalho  de  tua  autoria  que  trazemos 
a  apresentação  em  Mensajes  de  Luz.
Para  combinar  com  tão  linda  imagem  poética ,  anexo 
uma  especial  canção  na  voz  de  Leila  Pinheiro ,  com  o  
título   " Uma  Voz  no  Vento " ,  a  letra  é  mágica ,  tocante 
às  pessoas  iluminadas ,  como  você .
A  captação  musical  foi  no  site  do  Youtube  e  a  imagem retirada  da  Internet .
Postagem  dedicada  a  você  e  aos  visitantes  do  blog .

A  todos ,  desejos  de  Paz  e  Bem .
Jerônimo  Sales .





                  Use  fone  de  ouvido , siga  o  link  acima   : 




2 comentários:

Lufague disse...

Olá amigo poeta, sinto-me lisonjeada com sua bela postagem,e pela sensibilidade de publicar meu singelo poema,a música perfeita,imagem também, (adoro Leila Pinheiro).Obrigada, desejo que a trama de sua teia seja bem resistente ao tempo largo e sempre bem construída de poesia e entusiasmo.


Meu carinho, Lu

Maria Ilza Santos de Sousa Alves disse...

Como é difícil ser tecelã da vida. Há constantes momentos de tristezas e alegrias.