sábado, 30 de janeiro de 2016

POESIA DE LUFAGUE

Mensajes  de  Luz ,  publica  hoje  com  grande  satisfação ,
poema  de  nossa  querida  amiga  e  escritora  cearense , 
Maria  de  Fátima  Guedes  ( Lufague ) ,  texto  contido  no 
novo  livro  " Da  Mariposa  Á  Seda  "   página  65 , 
nos  belíssimos  versos  abaixo   :

       I N T I M I D A D E

Atravesso  o  limite  de  mim
Eu ,  em  completa  fusão  em  ti
Esse  desejo  inconsciente  
De  aniquilar-me  em  tuas  vontades .

Em  nulidade  de  minha  autonomia
Cristalizar  em  mim  para  ti ,  o  sempre  sim
Em  agradável  conformismo
Eu ,  em  completo  fusional   de  ti .

Em  busca  do  êxtase  nirvânico , intimidade 
Abrindo-te  as páginas  dos  meus  sentimentos
No  que  há  de  mais  secreto .

                    Despindo-me . . . 
A  desabotoar  as  partes  inconfessáveis  de  mim
No  sentimental  mais  flexível  do  meu  interior
Em  busca  de  nossa  total  integração 
Em  absoluta  completude  de  nosso  ser !

                L u f a g u e  

Querida  amiga  do  coração  :  Parabéns  pelo  teu  belo  livro .  
Agradeço  a  remessa  do  exemplar  em  agradável  composição gráfica ,  acompanhado  de  dedicatória ,  significando  para  mim um  marco  especial ,  que  cimenta  nossa  amizade .
Em  função  do  tempo ,  ainda  não  pude  consumir  toda  a 
leitura ,  mas , alguns  textos  me  chamaram  a  atenção . 
A  página  65 ,  me  fez  repousar  vista  por  três  vezes ,  na absorção  das  encantadoras  e  sentidas  estrofes  que  fazem
comportar teus  sensíveis  sentimentos . 
Uma linda  viagem  poética !
Para  conformar  tua  exuberante  poesia ,  busquei  na  canção intitulada  "  Hablame  "  do  grupo  cigano  de  origem  espanhola
Gipsy  Kings ,  com  ritmo  contagiante  e  imagens  de  tirar  o fôlego ,  captação  foi  do  Youtube .  Imagem  da  Internet .
Postagem  dedicada  a  tua  pessoa ,  e  aos  amigos  visitantes .

A  todos ,  desejos  de  Paz  e  Bem .
Jerônimo  Sales .




            Fone  de  ouvido ,  siga  link , veja  em  tela  cheia .


4 comentários:

Maria Ilza Santos de Sousa Alves disse...

Cada ser é especial em sua simplicidade. Todos temos características que encantam e nos tornam únicos.Estamos sempre em constante mudanças e nos conhecendo a cada dia. A gente está sempre surpreendendo a si mesmo, né meu amigo Jerônimo Sales.

Anônimo disse...

Uma homenagem porreta" assim, só vinda de um amigo iluminado de amorosidade e afetos de amizade.Obrigada amigo Jeronimo! a música e a foto em perfeita escolha.


Meu carinho, Lufague

Jerônimo Sales disse...

Obrigado querida LÚ. Cada página do teu precioso livro é um encantamento único e cheio de surpresas agradáveis. Dizem os mais sábios, que degustar a cultura é como tomar um vinho de rara colheita, fazendo-se aos poucos, para sentir-se o aroma da pureza, o sabor do encorpado e o paladar apurado.
Assim são teus versos, inebriantes, com cheiro de flor perfumada, suaves como a brisa leve, macios como as mãos que afagam um rosto repleto de amorosidade!
Foi pensando no que eu escreveria agora , que escolhi a imagem tocante e tão bela que acompanha tua postagem... Abraço carinhoso e beijo respeitoso .

Lufague disse...

Só um poeta de alto nível de sensibilidade para uma resposta tão sábia e poética. Muito obrigada, meu amigo Jero, bom saber que tanto lhe apraz os meus singelos escritos, uma honra para mim.
O comentário postado como anônimo ai em cima, é porque estava em outro computador e não reconheceu meu e-mail.


Meu carinho, Lu